26 de nov de 2014

Bonequinha russa


 
Passa-se anos planejando, mensurando o tamanho dos ganhos ou a intensidade da a frustrações para grandes feitos.

Sei que o que vou escrever é conceito "batido" e que transita na boca de qualquer um ou na "Psicologia" encontrada em bancas de jornal... mas aí vai...

Sair da zona de conforto é um processo e não um grande acontecimento... aliás, esse último é, muitas vezes, a conclusão daquele. ...


Quem busca por feitos de magnitude acima da maturidade que traz para lidar com as consequências da mudança, corre, de fato, um grande risco... o de se frustrar fortemente, adoecer e se fechar definitivamente para a dança da vida.

"Andemos" os riscos de forma consciente, ousando a cada conquista que nos fortalece e a cada derrota que nos mostra nossos limites.

A vida só nos oferece possibilidades e nenhuma garantia sobre nossas escolhas... fique parado e viva no você mesmo de todos os dias... arrisque-se e descubra-se uma "bonequinha russa".

Ana Virgínia Almeida Queiroz

Google+ Twitter Facebook Delicious Digg Favorites More