13 de jun de 2014

Presente

São surpresas simples que chegam de fora ou brotam de dentro.

  Sonhos que iniciam a compreensão a respeito de lacunas dolorosas enquanto estamos em estado de vigília.

  Sorrisos que nascem primeiro no olhar do outro e encontram reciprocidade em nossos lábios.
Braços que abrigam nossas cabeças.

  Pistas que acolhem nossos pés e que por fim dançam nossas dores, angústias e medos.

  Xícaras que acolhem nossa ânsia por um dia mais rico em energia.

  É o amor que mal compreendido em
sua infinita sabedoria e beleza, não desiste e nos ronda à espera do despertar de nossa consciência.

  É o resignar-se com a solitude para que então o outro se encontre em nossa energia e deseje fazer morada ao nosso lado.

  Margarida bailando por causa da brisa que acaricia suas pétalas.

  Corpo com cheiro de sol.

  Música arrebentando o peito.

  Suspiro extravasando aquilo que não cabe dentro.

  Mão quente passeando em dorso frio.

  Cheiro de pele exalando paixão.

  Que nossos dias de festa sejam de dentro para fora e o amor comemorado com o que há de melhor dentro de cada um de nós...

  Bom dia a todos!

Ana Virgínia de Almeida Queiroz

Google+ Twitter Facebook Delicious Digg Favorites More